quinta-feira , 17 agosto 2017
Home / Opinião / 10 motivos para o fracasso

10 motivos para o fracasso

Manchester Evening News

Tigres na Premier League, gatinhos na Europa. O que é que transforma o time que foi o melhor do campeonato nacional na última temporada em um que amarga à última posição de seu grupo na Liga dos Campeões?
Claro, parte do problema é que os Blues não pegaram o pique ainda da temporada, tanto na Inglaterra como na Europa.
Isso é um motivo de otimismo internamente, mesmo com o City atrás de United e Chelsea, ele permanece invicto, ainda que precise se acertar. Mas tem-se revelado desastroso para sua campanha na Liga dos Campeões.
Claro, ainda há chance de eles poderem se qualificar para a fase eliminatória. Realisticamente, os Blues precisam vencer o Real Madrid em duas semanas, e esperar que o Ajax vença o Borussia Dortmund, em Amsterdã.
Se isso acontecer, a equipe terá que ganhar do Dortmund na rodada final do grupo, em quatro de dezembro.
Se os alemães obtiverem um ponto contra o Ajax, o City precisa vencer Real e Dortmund, e depois esperar por um empate ou vitória dos holandeses no Santiago Bernabeu.
Aconteça o que acontecer, o inquérito sobre o que deu errado já começou em Carrington. Aqui, oferecemos dez razões pelas quais a campanha tem saído dos trilhos.
O sorteio
O sistema do sorteio com base no ranking da UEFA fazem times com pouca tradição européia penarem nos primeiros anos de disputa da liga, não adianta se você dominou o campeonato nacional, e outro quase não se classificou, o que importa é sua pontuação continental.
Posição ruim no ranking significa chances razoáveis de pegar adversários difíceis, pois a equipe não vai ficar no primeiro pote, como cabeça de chave. Adicione a isto um pouquinho de azar, como temos tido a duas temporadas, e o resultado é este.
Marcação por zona
Especialistas da velha escola tem abalado as suas cabeças com a defensiva do City em cruzamentos, responsável pelos três gols sofridos contra o Ajax. Por que uma equipe grande e forte não marca homem-a-homem e confia em seus jogadores para vencer as batalhas individuais?
O contra-argumento é que a marcação por zona foi empregada ao longo da última temporada, quando eles foram a melhor defesa da Premier League. E ajudou a se tornarem campeões.
Pressão no campo de defesa
O City estava em seu melhor na temporada passada quando empurrou as equipes até seu campo, negando-lhes espaço e posse de bola.
As melhores equipes da Europa aperfeiçoaram nesta arte, e Real Madrid e Borussia Dortmund pressionaram os azuis de forma brilhante.
Ingenuidade
Tem que ser lembrado que esta é apenas a segunda temporada do Blues na Liga dos Campeões, e cada clube Inglês levou anos para ter sucesso na competição.
Eles têm jogadores com muita experiência, mas contra equipes que jogam em diferentes estilos de futebol, você precisa encontrar soluções e se aclimatar como uma equipe, e isto leva tempo e paciência.
David Silva
Muito se fala da equipe ter talentos embalados, mas cada clube tem certos indivíduos cuja ausência é muito sentida.
Para os Blues, esses são provavelmente Joe Hart, Vincent Kompany, Yaya Toure e Silva. Quem sabe o que teria acontecido nos dois jogos contra o Ajax se Silva comandasse o meio?
Defesa
Independentemente do debate sobre táticas e zonas de marcação, os Blues simplesmente não foram bons o suficiente na parte de trás, coletivamente e individualmente. E isso não é apontar o dedo para os defensores, o meio-campo e, ocasionalmente, os atacantes não conseguiram fazer bem suas tarefas defensivas.
Arbitragens pobres
Verdade seja dita, só se pode realmente reclamar no último jogo em casa, mas era vital, e juiz e bandeirinhas decidiram terrivelmente errado.
Aleks Kolarov não estava em impedimento quando cruzou para Sergio Aguero marcar, e Mario Balotelli quase teve a sua camisa rasgada por Niklas Moisander, mas foi lhe negado um pênalti claro. Se eles tivessem tomado às decisões certas, o destino do City ainda estaria em suas próprias mãos.
Confiança
Pareceu, por vezes, que a crença que inundou os Blues na corrida para o triunfo da época passada não tem se traduzido em sua forma europeia.
O movimento tem sido hesitante, o time pode ganhar na Inglaterra quando não está no seu melhor, mas não têm o mesmo tipo de auto-afirmação contra equipes mais sofisticados estrangeiras.
Erros individuais
É fácil olhar para trás ao longo dos quatro jogos do grupo até agora e ver os erros que custaram os pontos.
Mancini pode ser responsabilizado por outras coisas, mas ele não pode impedir a exibição pobre de Maicon em Madrid, a insuficiência de Matija Nastasic contra Karim Benzema para o primeiro gol, e os erros de Garcia, Kompany e possivelmente Hart para a virada de Cristiano Ronaldo.
O passe desleixado de Jack Rodwell entregou ao Dortmund um gol fácil, entre outros erros fatais nas demais partidas.
Má sorte
Além da infelicidade do sorteio e dos árbitros, os Blues quase não tem providência sorrindo para eles em termos de lesões, como Silva, Aguero, Javi Garcia, todos perdidos em momentos diferentes.
Acesses nossas redes sociais:

http://facebook.com/ManchesterCityBrasil
http://twitter.com/ManCityBrazil
Contato: joaohugo@manchestercity.com.br

Sobre João Hugo

Em 29 de dezembro de 2007, fundei o Man City Brazil com o Leonardo e o Fernando. Em 23 de fevereiro de 2017, 10 anos depois, nos tornamos a 1º torcida oficial do Manchester City na América Latina: The Citizens Brasil. O resto é estória pra boi dormir...

Veja mais

Abram alas, pois agora é pra valer!

  Citizens, finalmente a espera irá acabar. Nesta segunda feira, precisamente as 16:00, horário de …

Sem comentários

  1. TODOS têm culpas! TODOS! Os jogadores não jogam o que sabem e cometem erros individuais, mas esse lance do Mancini ter contratado um italiano para ser treinador dos zagueiros não deu certo! passamos de melhor zaga da temporada passada pra essa zaga em fase terrível! os jogadores falaram que ele nem sabe falar inglês ainda tenta treina-los. Isso achei errado. Tenho um pé atrás com Mancini na CL pq ele coleciona fracassos, prefiro ainda dar mais um ano de crédito a ele por tudo q conquistou, mas ele não pode ser poupado das críticas assim como os principais jogadores.

    Eu sei q é complicado chegar e ir longe, mas pera lá, Borussia chegou com tudo e tá ai,não precisou desse papo de aprender a jogar liga dos campeõs, Napoli temporada passsada fez bonito, Malaga tá ai bem mesmo com time mais fraco(eu sei q grupo mais fácil, mas mesmo assim é uma campanha de respeito).

    Problema do City é q nao conseguimos jogar como jogamos na PL, isso precisamos corrigir. Temos time pra chegar no mínimo até a semi… espero q temporada passada tudo seja diferente.

  2. Mas eu concordo com os 10 motivos. Na verdade foram uns 20, deu tudo errado nessa champions, até a sorte tava contra a gente. É terminar em última pra evitar o cansaço da UEL q nao serve pra nada, apagar essa CL da memória e temporada q vem voltar foret!

    Outro fator foi q reponsabilidade de criação hj é toda do Silva. Com ele machucado o apagado nasri nao da conta do recado. Hoje, pra mim, nossa principal carencia é no meia, um meia de criação decisivo (que faça mutios gols, coisa q Silva nao é de fazer). Zaga daqui a pouco a fase passa e se acertam, se foram os melhores temporada passada acredito q voltarão em breve a nos passar confiança. kompany já fez uma ótima partida contra ajax.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *