domingo , 17 dezembro 2017
Home / Notícias / 10 motivos para um olhar menos trágico

10 motivos para um olhar menos trágico

 
A tristeza e melancolia em torno Manchester City tem se mostrado em todos os lugares, além dos 3.200 fãs dos blues que testemunharam o desastre de St Mary’s, no domingo.
É algo no DNA dos torcedores de futebol que seguem o seu time como visitante a tendência de serem mais otimistas, menos críticos e ter um maior senso de perspectiva que o resto. Por isso o nome de Roberto Mancini estava sendo cantado até mesmo quando as chances do bicampeonato da Premier League foram deslizando ainda mais.
Por isto, mesmo decepcionados, temos que olhar para frente, de modo que aí vão dez razões para acreditarmos com mais alegria o que nos aguarda:
1. TEM SIDO UMA BOA TEMPORADA
Obviamente, em comparação com algumas das performances da temporada passada, esta campanha empalidece. Mas, ao menos que venha algum tipo de colapso catastrófico, os Blues ainda vão desfrutar de sua segunda melhor temporada na história da Premier League.
Os jogos memoráveis ​​têm sido um pouco mais modestos, bem como os gols não fluíram tão livremente, mas para os fãs cujas memórias abrangem para além de 2008 tem sido algo incrível.
2. O RETORNO DE KOMPANY
Vincent Kompany retornou e viajou no sábado para Southampton, mas no final ficou decidido não arriscar outra recorrência de lesão muscular na panturrilha.
Com mais uma semana de trabalho de recuperação e fortalecimento, ele deve retornar na quinta rodada da FA Cup, contra o Leeds no domingo.
Não só isto seria um grande impulso para a defesa, com o retorno de uma figura influente, mas abriria opções para Roberto Mancini em outros lugares, como Javi Garcia liberado para retomar sua posição no meio-campo.
3. TEVEZ
O atacante desapareceu de cena depois de um forte início de temporada, marcando apenas uma vez em seus últimos 11 jogos.
Ele estava ausente em Southampton por razões familiares, mas está de volta para treinar esta semana, e deve jogar no domingo.
Foi Tevez que iniciou a vitória sobre o Watford no terceiro round com um chute espetacular, e sua série de más atuações não pode durar.
4. A SACUDIDA DE MANCINI
O técnico ficou furioso com sua equipe – e com ele mesmo – após a derrota em Southampton, e prometeu mudanças.
Joe Hart provavelmente seria substituído por Costel Pantilimon de qualquer maneira, como nas duas rodadas anteriores da FA. Kompany e Tevez retornam, provavelmente nos lugares de Barry e Dzeko – com Javi Garcia deslocado para o meio-campo – James Milner também deve voltar para a equipe.
5. GASTOS DE VERÃO
Com os novos chefes Ferran Soriano e Txiki Begiristain, o City pode começar a reestruturação da equipe a sério, depois das tentativas fracassadas do último verão.
As mudanças podem ser esperadas, com um atacante de primeira linha, um meio-campista novo, um zagueiro jovem, e, possivelmente um jogador classe A, são alvos de discussão.
O City estacionou após ganhar a Premier, mas agora eles precisam gastar bem mais para ir para o próximo nível, e os meses de verão podem recuperar a excitação dos primeiros quatro verões sob o comando dos novos proprietários.
6. FAIR PLAY FINANCEIRO
Parece que o City deve emergir ileso da introdução de regras de fair play financeiro da UEFA.
Os £ 375 milhões do acordo de patrocínio com a Etihad era esperado para estar em análise pela Uefa, mas a menos que possa ser plenamente provado que o governo de Abu Dhabi tem qualquer influência no City, nada pode ser feito.
Sheikh Mansour tem vários meio-irmãos em posições-chave na Etihad, mas eles não têm nenhuma influência sobre o clube.
Na verdade, se Etihad e outros patrocinadores ambicionarem expandir seus negócios com o City, provavelmente impediria qualquer ameaça do FFP.
7. REAGINDO A ADVERSIDADE
Os Blues têm desenvolvido uma habilidade de ganhar impulso após derrotas. Eles perderam em Sunderland no Boxing Day e logo depois ganharam as seis seguintes, antes de a boa sequência diminuir com empates contra QPR e Liverpool.
E, claro, quando na temporada passada sofreu a derrota para o Arsenal, os Blues conseguiram também seis vitórias consecutivas para dramaticamente conquistar o título.
8. SÓ O COMEÇO
O apoio dos fãs em St Mary’s foi tremendo e Mancini deve agradecer por eles continuarem a cantar em seu apoio mesmo em um dia difícil.
Ganhar o título na última temporada não foi o fim da história, foi um começo e haverá dias melhores por vir.
9. FA CUP
O City está a apenas três jogos da final, e a FA Cup assume novo significado com as chances de ganhar a liga recuando rapidamente.
Ganhar o famoso troféu duas vezes em três temporadas, com uma Premier League encravada entre eles, será além dos sonhos que todos os fãs tinham há apenas cinco anos.
10. LIGA DOS CAMPEÕES
A equipe está há nove pontos de vantagem do quinto colocado Arsenal, de modo que seria necessário um colapso notável para cair fora dos quatro primeiros nesta temporada.
Isso significa que eles vão estar na Liga dos Campeões novamente na próxima temporada, provavelmente com um time forte, e todos esperam com melhor sorte na fase de grupos.
Os Blues precisam manter seu lugar no topo da tabela da Europa por razões financeiras e futebolísticas, e se classificar para a terceira temporada seguida seria uma conquista importante para si mesmo.
 
Adaptado do Manchester Evening News
Acesses nossas redes sociais:

http://facebook.com/ManchesterCityBrasil
http://twitter.com/ManCityBrazil
Contato: joaohugo@manchestercity.com.br

Sobre João Hugo

Em 29 de dezembro de 2007, fundei o Man City Brazil com o Leonardo e o Fernando. Em 23 de fevereiro de 2017, 10 anos depois, nos tornamos a 1º torcida oficial do Manchester City na América Latina: The Citizens Brasil. O resto é estória pra boi dormir...

Veja mais

PRÉ JOGO MANCHESTER CITY X WEST HAM – PL – 03/12

Nesse domingo (3) Manchester City e West Ham se enfrentam no Etihad Stadium, pela 15ª …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *