sábado , 24 Fevereiro 2018
Home / Notícias / City Women / Abbie McManus: dez anos de Manchester City

Abbie McManus: dez anos de Manchester City

Este mês de janeiro marca uma década no Manchester City para Abbie McManus, e a zagueira destacou as mudanças e o crescimento que viu ao longo do tempo no clube.

Abbie McManus teve uma grande temporada até agora, e recentemente ajudou a equipe a garantir a 16 ª vitória consecutiva da temporada [é o único invicto do país] depois de ter jogado toda a partida durante a semifinal da Continental Cup, neste domingo (14), em que o City venceu pelo placar mínimo, marcado por Nadia Nadim. Rapidamente sobre o jogo, foi pegado, cheio de bons lances para ambos os lados, com o Chelsea obrigando a goleira Bardsley, que está 100% recuperada de sua lesão, a fazer boas defesas. Abbie jogou improvisada na lateral direita, substituindo Meg Campbell, que se recupera de uma lesão na coxa.

*A final da Continental Cup será contra o Arsenal, em data e local ainda a definir.

A camisa 23, natural da cidade de Prestwich, na Grande Manchester, que completou 25 anos no domingo (e ganhou de presente a vaga na quarta final consecutiva da Conti Cup – ela também esteve nas outras três, em 2014, 2015 e 2016), viu o padrão de futebol no clube aumentar durante seu tempo em Manchester e acredita que é uma parte fundamental da base de fãs cada vez maior da cidade.

“As meninas querem saber [sobre o clube] porque estou aqui há 10 anos e, ano após ano, assisti a equipe crescer”, disse Abbie ao site do Manchester City. “Ver onde o futebol feminino está indo e ver onde este clube está levando a modalidade, sozinho, é apenas tremendo – estou muito feliz e entusiasmada por poder continuar fazendo parte disso”.

O Manchester City, quando ainda era Ladies, em dezembro de 2013. McManus está no destaque. Foto: FAWSL.com
A camisa 23 em ação em jogo contra o Birmingham City, nesta temporada. Foto: Divulgação

“Eu vi o nível e padrão de futebol que jogamos crescer tanto e acho que é por isso que temos uma grande base de fãs. Nós não queremos que as pessoas assistam [aos jogos] e não queiram voltar novamente, queremos dar-lhes futebol emocionante. Graças a Nick, nosso treinador, nosso estilo de jogo é emocionante e, mesmo quando os movimentos se desenrolam no jogo, é ótimo fazer parte”.

A nível pessoal, Abbie está encantada por jogar regularmente em todas as competições depois de se recuperar de uma lesão no tornozelo na última temporada. Ela está no clube desde 2008 e sua estreia no time de cima foi em maio de 2014, já seu primeiro contrato profissional foi firmado exatamente dois anos depois. É a única atleta que esteve presente em toda a transformação do clube, que foi repaginado em 2012, trocando o termo “Ladies” por “Women”, deixando de ser amador e passando a receber todos os investimentos do City Football Group.

“É ótimo jogar e, obviamente, tenho mais minutos esta temporada já comparado ao ano passado”, acrescentou McManus. “Eu curei da lesão [no tornozelo] na temporada passada, mas não pude entrar na equipe no ano passado, mas nesta estou jogando e realmente gostando. Todos nós tínhamos alvos no início da temporada e, entrando no período de Natal, agora nós conhecemos todos esses. Nós só precisamos manter o impulso no restante dela”.

Sobre Kamila Villarreal

Jornalista. Encontrou no Manchester City o que julgava ser impossível: ver mulheres jogando futebol. Fã da Jill Scott e editora-chefe da City Women no manchestercity.com.br.

Veja mais

Empurrando Limites | Depoimento exclusivo de Nick Cushing para o Coaches’ Voice

A The Citizens Brasil traz com exclusividade a tradução do depoimento que Nick Cushing deu …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *