quinta-feira , 23 novembro 2017
Home / City Women / Chelsea empata, City Women goleia e lidera a WSL

Chelsea empata, City Women goleia e lidera a WSL

Neste domingo, o Manchester City venceu o Bristol, em casa, pela quinta rodada da WSL. Com o placar de 4×0, cortesias de Christiansen, Emslie, McManus e Beattie. Em relação à última rodada da WSL, um reforço importante no banco: a goleira Karen Bardsley, recuperada de lesão. Essa foi a chance de ouro do City, já que, mais cedo, o Chelsea (quatro jogos, quatro vitórias, 12 pontos e 19 de saldo de gols) empatou com o Reading em 2×2. O City começou o jogo com os mesmos pontos e vitórias, mas tinha apenas 10 de saldo). Sendo assim, Nick Cushing mandou a campo o seguinte XI:

Com a confiança em alta, ainda mais depois das últimas vitórias pela Conti Cup (6×0 no Oxford e 2×1 no Everton) e pela UWCL (5×0 no LSK), o time abriu o placar logo aos 7 minutos, quando Izzy Christiansen foi derrubada na área, após lançamento de Jill Scott. A própria camisa 11 converteu o penal. O terceiro de Izzy nos últimos dois jogos de WSL – os outros dois foram na vitória do City por 3×1 sobre o Birmingham.

Aos 20 minutos de bola rolando, era possível ver a superioridade do City em campo. Eram elas quem ditavam o ritmo de jogo, com Scott e a capitã Houghton criando boas chances, mas a goleira do Bristol estava bem posicionada em ambas. Izzy estava em um excelente dia, criando jogadas pela esquerda, junto com Demi Stokes, mas ora parava na goleira, ora o passe era bloqueado pela defesa adversária.

Exatamente 30 minutos depois, Jen Beattie manda uma bola longa para Claire Emslie, a camisa 22 recebe pela esquerda, corta a zaga e manda a bola na direita da goleira. Definitivamente, um golaço. Em seguida, a jovem goleira Ellie Roebuck não se intimidou e fez excelentes defesas. Ela nem parece ter 18 anos, tamanha maturidade debaixo das traves, além de ter desbancado Karen Bardsley que, mesmo voltando de lesão e tendo jogado nesta quinta pela WSL, permaneceu no banco, e Marie Hourihan, relegada à terceira goleira. Lembrando que Bardsley e Hourihan são titulares em suas seleções, Inglaterra e Irlanda, respectivamente.

Na volta do intervalo, mais pressão do City, e aos 15 minutos, o terceiro gol, após troca de passes entre Mel Lawley e Jane Ross, a bola sobrou para Abbie McManus, que mandou uma bomba de pé esquerdo bem no ângulo, consolidando o clube na liderança da competição. Uma das novidades da semana foi que Meg Campbell, que entrou em campo substituindo Lawley, está concorrendo à Jogadora do Ano por um canal de TV irlandês.

A goleada viria aos 41 minutos, após Emslie cruzar pela direita e a zaga furar, Beattie recebeu com tranquilidade, e chutou, a bola morrendo no canto direito do gol. Uma bela jogada trabalhada, mostrando também como Emslie, pelo lado direito, vem comendo a bola. Chegou no City há três meses, mas parece que passou toda sua vida no clube, tamanho entrosamento. A camisa 22, aliás, pode dizer que retribuiu a gentileza, já que o passe de seu gol veio dos pés da camisa 5. Ela, com um gol e uma assistência, saiu do jogo dando lugar à Ella Toone, meio-campista promovida das categorias de base.

Agora o City volta sua chave para o jogo de volta da UWCL, nesta quinta, em casa, contra o LSK. Pode ser que o jogo seja transmitido pelo Facebook oficial do clube.

Sobre Kamila Villarreal

Responsável pelo City Women. Queria ser jogadora de futebol, mas como não deu certo, escolheu ser jornalista.

Veja mais

Pela UWCL, City Women estreia com vitória e lesões graves

Na tarde desta quarta, noite em St. Polten, na Áustria, o Manchester City começou sua …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *