sábado , 16 dezembro 2017
Home / Premier League / City vence West Ham e respira

City vence West Ham e respira

JS61637270

Após duas derrotas consecutivas, inclusive no derby do último domingo, e pressionado por mais um momento de baixa que pode ameaçar até a vaga na próxima Champions League, o Manchester City conseguiu reencontrar o caminho das vitórias na manhã deste domingo. Não foi nenhuma atuação avassaladora, mas de forma tranqüila conseguiu derrotar o West Ham, no Etihad, e acalmou um pouco os brios da multidão.

A partida foi decidida ainda   na primeira etapa, quando a equipe da casa não deu qualquer chance para os londrinos, mantendo a posse de bola no ataque desde o início. A grande novidade apresentada por Manuel Pellegrini foi a escalação de Frank Lampard no time titular, após ter perdido espaço nos últimos tempos. Para substituto de Kompany, que se machucou contra o United, Mangala foi o escolhido, e fez uma boa partida. Fernandinho, que foi um dos poucos dignos de elogios no clássico, acabou sacado para a entrada de Fernando. Pelle também optou por Kolarov na esquerda, e Navas no meio.

A primeira chance aconteceu aos três minutos, quando Demichelis fez um bom lançamento para David Silva, que dominou bem, mas chutou em cima de Carlton Cole. Aos 10, Zabaleta, também em um dia bom, recuperou uma bola e passou para Fernando, este tocou para Silva, que mandou uma bomba por cima do gol. O espanhol era o mais incisivo no ataque no início do jogo. No minuto seguinte, Yaya Touré lançou Navas na direita da área, deixando para Aguero, que chutou em cima de Adrian.

Aos 15 minutos, Kolarov cobrou falta perigosa próxima a grande área, contando com leve desvio da barreira e passando perto do canto direito do gol. No lance seguinte, em cobrança de escanteio, após bate-rebate a bola sobrou para Aguero, mas este exagerou na força e mandou por cima. Aos 17, finalmente a pressão resulta em gol, e contra tudo que imaginávamos, foi um gol bizarro! Adrian bateu mal um tiro de meta, e Navas ganhou a disputa de cabeça no lado direito do campo, em seguida, aproveitou para tentar achar Aguero frente à defesa desarrumada, com um cruzamento despretensioso de baixa altura, Collins (foto) conseguiria cortar fácil, mas pegou esquisito na bola e mandou por cobertura sobre Adrian, batendo no travessão e caindo dentro do gol. 1 x 0 City.

JS61636168

Após a abertura de placar, a partida teve um momento morno, com o City menos incisivo no ataque, talvez mais tranqüilo, mas ainda assim dominando a posse debola e controlando a partida. Aos 28, o West Ham teve seu primeiro bom momento, quando Demichelis vacilou e perdeu a bola para Cole, Hart, o aniversariante do dia, fechou bem o ângulo, e o atacante chutou em cima do mesmo. No minuto seguinte, Enner Valencia tentou de fora da área, mas Hart defendeu sem sustos.

Aos 35, o City conseguiu ampliar o placar, quando Touré recuperou uma bola com um carrinho, passando para Aguero, este carregou a bola e abriu para Navas, com o espanhol prontamente devolvendo e deixando Kun em boa situação de finalização, este não perdoou e mandou para as redes, fazendo seu 20° gol na Premier 2014/15, sendo o artilheiro da competição junto a Harry Kane. 2 x 0 City, indo assim para o intervalo.

A segunda etapa teve um teor mais morno, com o City procurando controlar a partida e manter a boa vitória. As chances de gol acabaram mais raras. Aos 48, tivemos boa chance de ampliar, quando Aguero construiu boa jogada junto a um participativo Touré, este achou o argentino livre no contrapé da zaga, e quando preparava-se pra ampliar, foi travado pelos defensores na hora H.

Aos 55, foi a vez de uma boa triangulação entre Aguero e Lampard, terminando em Kolarov, que recebeu dentro da área, mas exagerou na força, jogando fora do alvo. Aos 66, um lance preocupante, Kouyaté acertou uma cotovelada criminosa em lance banal com David Silva, o espanhol teve que sair de maca após um demorado atendimento (foto abaixo), sendo encaminhado para o hospital com suspeita de fratura na face. O jogador dos hammers recebeu apenas cartão amarelo.

Nos momentos finais da partida, o West Ham conseguiu suas melhores chances. Aos 86, Valencia fez boa jogada em cima de Demichelis no canto esquerdo da área e avançou para o gol, mas acabou finalizando mal. Aos 89, o City saiu jogando mal, perdeu uma bola boba, mas os Hammers não conseguiram aproveitar com Jarvis, e depois Valencia, em boa recuperação de Mangala. O City tentou responder em contra-ataque puxado por Navas, que ganhou da defesa e passou para Nasri, este perdeu um pouco a jogada e passou para Yaya Touré, que chutou para fora.

JS61639831

Devido à paralisação para o atendimento a Silva, a partida teve nove minutos de acréscimos. Aos 93, o City ainda conseguiu mais uma chance de ampliar, quando Touré lançou Dzeko e este chutou em cima de Adrian. E o placar manteve-se o mesmo do final da primeira etapa.

Foi uma vitória que alivia um pouco, mas não convence, ainda temos que ver mais para ter a certeza que encerraremos a temporada com dignidade e, principalmente, tranqüilidade. O City continua em quarto, há um ponto do United, que perdeu no sábado, e dois do Arsenal, este com uma partida a menos. No sábado enfrentaremos o Aston Villa, também no Etihad.

Sobre João Hugo

Em 29 de dezembro de 2007, fundei o Man City Brazil com o Leonardo e o Fernando. Em 23 de fevereiro de 2017, 10 anos depois, nos tornamos a 1º torcida oficial do Manchester City na América Latina: The Citizens Brasil. O resto é estória pra boi dormir...

Veja mais

PRÉ JOGO MANCHESTER CITY X WEST HAM – PL – 03/12

Nesse domingo (3) Manchester City e West Ham se enfrentam no Etihad Stadium, pela 15ª …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *