terça-feira , 23 Janeiro 2018
Home / Notícias / City Women / City Women enfia 5×2 no Reading e volta a liderar a WSL

City Women enfia 5×2 no Reading e volta a liderar a WSL

Neste domingo, no retorno da WSL após a pausa de fim de ano, a sexta rodada pegou fogo. O Manchester City entrou em campo sabendo que só a vitória interessava, isso porque, mais cedo, no derby de Londres, o Chelsea venceu o Arsenal por 3×2 e liderou momentaneamente a competição. Com seus dois reforços de peso, Nadia Nadim e Julia Spertsmark, o City fez aquilo que se esperava dele e goleou por 5×2, cortesias de Nadim, Emslie, Christiansen e Scott 2x. Já do lado do Reading, a novidade era a contratação de Natasha Harding, que vestiu a camisa do City no ano de 2015.

Os 951 presentes no Adams Park viram Nick Cushing mandar esse onze pro campo – destaque para Nadim titular. No Banco: Hourihan, Jans, Lawley, Stanway, Morgan, Spetsmark, Ross.

Logo aos seis minutos, Nadia Nadim valeu cada centavo investido pelo clube. Após receber um perfeito cruzamento de Nikita Parris, a camisa 10 cabeceou no chão,  impossibilitando a defesa e abrindo o placar. Desde já, vale ressaltar que o lado direito do Reading estava uma avenida, facilitando as chegadas de Parris. Dez minutos depois, Nadim quase marcou o segundo, mas Earps fez ótima defesa. O jogo era lá e cá e aos 32, Claire Emslie, recebendo bom passe de Nadim, fez o segundo do City.

Mas, dois minutos depois, o Reading diminuiu com Remi Allen. A bola foi cruzada na linha de fundo, mas ninguém antecipou a jogada, Abbie McManus tentou dominar, mas a camisa 23 não contava com o oportunismo de Allen, que deu o bote e mandou no canto esquerdo da goleira Roebuck.

Mesmo com 2×1, o Reading não deixava o City jogar, sempre evitando o último passe e tentando também chegar em sua área, o que deu certo aos 41 minutos. Brooke Chaplen recebeu na entrada da área e mandou uma bomba que, se Roebuck tivesse um braço um pouco maior, defendia, pois ela acertou a direção da bola. Mas antes do intervalo, a bola é lançada para Parris, que em velocidade chegou à pequena área, driblou a zagueira e passou para Izzy Christiansen, que só teve o trabalho de chutar. É o oitavo gol da camisa 11 na competição.

Na volta do intervalo, nenhuma mudança. Os dois times continuaram trabalhando a bola, mas de maneira morna. O City só fez uma alteração, ao passo que o Reading fez as três e a primeira delas foi Natasha Harding aos 23 minutos. Harding defendeu o City no ano de 2015. Porém já era tarde, porque, em dois minutos, o City sacramentou a vitória e recuperou do Chelsea a liderança da WSL.

Aos 18 minutos, em cobrança de escanteio, Christiansen mandou a bola direto na cabeça de Jill Scott, que só teve o trabalho de mandar a bola no canto esquerdo de Earps. Dois minutos depois, a incansável camisa 8 fez seu segundo e o quinto do jogo, em cruzamento de Emslie na pequena área, Nadim, bem posicionada, não conseguiu chegar, mas Scott, do outro lado, sim. Porém a bola bateu no pé da goleira e saiu e claro que o Reading disse que a bola não tinha entrado. A própria Scott ainda domina a bola para tentar a jogada, mas a bandeirinha dá o gol – e o replay confirma.

Com 18 pontos, o Manchester City lidera a WSL, seguida pelo Chelsea, com 16. Izzy Christiansen é a artilheira do time com 8 gols. No ataque, teremos uma briga sadia entre Jane Ross (tem quatro gols na competição), Georgia Stanway (cinco gols em oito jogos) e depois de hoje, Nadia Nadim, que já conta com um gol e uma assistência. No próximo domingo, iremos até o estádio de Kingsmeadow enfrentar o Chelsea pela semifinal da Continental Cup, em jogo único. Estando o time entrosado e com as chegadas de Nadim e Spetsmark, o que esperar do City nesta segunda parte da temporada?

Sobre Kamila Villarreal

Jornalista. Encontrou no Manchester City o que julgava ser impossível: ver mulheres jogando futebol. Fã da Jill Scott e editora-chefe da City Women no manchestercity.com.br.

Veja mais

City Women enfrentará o Brighton & Hove Albion pela Copa da Inglaterra

Hoje a FA sorteou os jogos da quarta fase da Copa da Inglaterra feminina e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *