sexta-feira , 15 dezembro 2017
Home / City Women / City Women goleia na volta da WSL

City Women goleia na volta da WSL

Na volta da WSL, agora com 10 clubes, o Manchester City goleia fora de casa e se mantém na vice-liderança. Pelo placar de 4×0, o time venceu o Yeovil Town, cortesias de Christiansen, Ross, Scott e Stanway. Um time bem diferente em relação à temporada passada, que perdeu nomes como Bronze (envolvida em troca com o Lyon pela meio-campista Bremer), Duggan (Barcelona) e Asllani (voltou para o Linkopings, clube que a revelou), porém, pouca coisa mudou, taticamente falando.

Usando o segundo uniforme (será que isso ficará mais comum?) e com as ausências de Mie Jens, Karen Bardsley, Mel Lawley e Tessel Middag (lesionadas) e Pauline Bremer (opção do treinador), deixando o banco com apenas três opções, entre elas, a jovem zagueira Esme Morgan, promovida do W-EDS, os 1302 presentes no Huish Park viram o onze inicial (4-3-3):

Foto: Twitter MCWFC

Faltando pouco tempo para comemorar o primeiro título da WSL, o time foi a campo de maneira ofensiva, sem se importar com o fato de que o jogo era no Huish Park. Agora a competição é em novo formato (igual à Premier League). Aproveitando a presença de Emslie no time titular, pela direita, o jogo ficou bem mais ofensivo – tanto que ela deu duas assistências.

Um fraco Yeovil, que acabou de subir de divisão, já mostraria seu cartão de visitas logo aos seis segundos, com Nadia Lawrence derrubando a sempre infernal Nikita Parris na área. Aos seis minutos, Izzy Christiansen (de contrato renovado) abriu o placar convertendo o penal, mandando a bola no canto esquerdo.

Com uma enorme vantagem na posse de bola, o City continuou arriscando, com Megan Walsh defendendo o rebote de Jen Beattie. Jane Ross quase ampliou, mas mandou o cabeceio por cima do travessão. Por cima também foi o chute de fora da área de Jill Scott. Aos 37, em jogada individual, Claire Emslie foi até a linha de fundo e cruzou para Jane Ross marcar um lindo gol de calcanhar.

Na volta do intervalo, mais City. Mas antes, aos 13 minutos,  Jill Scott recebeu um passe longo e mandou a bomba de fora de área, mas dessa vez, a goleira aceitou o frango e o City ampliou. A primeira chance de gol do Yeovil viria só aos 20 minutos, mas Ellie Roebuck, de 18 anos recém-completados neste sábado (23), fez excelente defesa. Do outro lado, Emslie continuava fazendo a Walsh trabalhar.

Com o placar praticamente definido, Cushing mandou a campo Esme Morgan, no lugar de Keira Walsh. A jovem zagueira impressionou a comissão técnica por sua qualidade nesta pré-temporada. Faltando sete minutos pra acabar a partida, Emslie dá nova assistência, dessa vez para o gol de Georgia Stanway. A camisa 22 recebeu um chutão, dominou, foi até a linha de fundo e cruzou para Stanway, bem posicionada dentro da pequena área.

Apesar da sonora vitória, o City é vice-líder, com os mesmos três pontos do Chelsea, mas as azuis de Londres lideram pelo saldo de gols (6 a 4). O próximo jogo agora é em casa, diante do Arsenal, no sábado, 30 de setembro, às 12h30 (7h30 em Brasília). E os gols desse jogo você pode ver no Twitter oficial da competição, @fawsl.

Sobre Kamila Villarreal

Responsável pelo City Women. Queria ser jogadora de futebol, mas como não deu certo, escolheu ser jornalista.

Veja mais

De virada, City Women vence e continua invicto na WSL

Neste domingo, pela quarta rodada da WSL, o Manchester City venceu, de virada, em casa, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *