sábado , 16 dezembro 2017
Home / Uncategorized / EPL: Blue Moon no alto… da tabela

EPL: Blue Moon no alto… da tabela

Nada como deixar para trás demônios do passado que nos assombravam. Enfim a grandiosa lua azul se impõe e mostra seu brilho ocupando o alto da tabela da Premier League.

Com a vitória folgada de 6 a 1 contra o Manchester United, o City firma o pé no primeiro lugar e se distancia ainda mais dos outros times. Acabaram-se as dúvidas se o argentino ia fazer falta em campo; não fez. Um italiano – às vezes debochado, briguento e preguiçoso – abriu o placar no primeiro tempo apertado, e depois marcou outro. E nada de se acomodar. Em busca de mais, teve gol de espanhol, de bósnio e de outro argentino. Enfim assumimos a mentalidade de campeão, correndo atrás de mais.

A 9ª rodada da Premier League começou com vantagem para o Manchester United, que pressionava, mal saindo do campo dos Blues e chegando a alcançar 75% de posse de bola. A marcação acirrada impedia aproximação efetiva, mas não diminuía as investidas do ataque dos Reds Devils.

Aos 22 minutos, placar aberto. Silva tocou para Milner, que passou para Balotelli. O italiano, livre de marcação, finalizou bem no canto. Surpreendendo mais uma vez, Super Mario levantou a blusa do uniforme e mostrou outra em que trazia a frase “Why always me?” (Por que sempre eu?), talvez uma referência aos comentários de que ele tomará o lugar de Tevez.

O segundo, também de autoria de Balotelli, veio aos 60 minutos. A jogada foi bem parecida com a primeira, contando com a participação de Silva e Milner e, novamente, a finalização do italiano feita no canto.

Oito minutos depois, Agüero marca o terceiro para os Blues, e conta com a participação de Balotelli, que parecia inspirado, ou esforçado, nessa partida. O italiano logo deixou o campo, sendo substituído por Dzeko. Aos 75 minutos, Agüero também saiu para dar lugar a Nasri.

No segundo tempo, papel invertido, o City tinha 67% de posse de bola. O comando da partida estava em outras mãos, ou pés.

O United marcou seu único gol aos 80 minutos, com chute alto e certeiro de Fletcher, que não deu chance de Joe Hart alcançar.

Na última substituição, Mancini colocou Kolarov no lugar de Milner, aos 88 minutos.

Na cobrança de escanteio, Lescott conseguiu pegar e tocou para Dzeko, que finalizou, aos 89 minutos. Um minuto depois, Silva disparou, sendo marcado só por um Red, que logo foi deixado para trás. Depois de tanto insistir ao longo da partida, o espanhol enfim marcou ao chutar a bola por debaixo da perna do goleiro.

Nos três minutos de acréscimo, nada de segurar a bola para passar o tempo. Dzeko ampliou o placar marcando nos segundos finais. O bósnio aproveitou o passe distante de Silva e disparou, marcando o sexto para os Blues.

As duas equipes estavam sobre pressão para vencer a partida, em Old Traffod. Além da clássica disputa de egos entre os times, ocupar o primeiro lugar da tabela era prioridade, o que talvez explique o festival de cartões – 3 amarelos para o City e 4 amarelos e 1 vermelho para o United. A brusca inversão de papéis de quem estava no comando, deixou claro que a cada jogo estamos mais próximos de colocar as mãos na taça se continuarmos a fazer um bom trabalho, assim como hoje.

Acesses nossas redes sociais:

http://facebook.com/ManchesterCityBrasil
http://twitter.com/ManCityBrazil
Contato: joaohugo@manchestercity.com.br

Sobre João Hugo

Em 29 de dezembro de 2007, fundei o Man City Brazil com o Leonardo e o Fernando. Em 23 de fevereiro de 2017, 10 anos depois, nos tornamos a 1º torcida oficial do Manchester City na América Latina: The Citizens Brasil. O resto é estória pra boi dormir...

Veja mais

City continua invicto mas só empata em Londres!

Depois da partida na quarta-feira onde estive acompanhando o City na Champions League hoje foi …

Sem comentários

  1. Excelente post Carol, escreveu muito bem, alem das fotos ficaram otimas

  2. branco

    LENDÁRIO!

  3. Anonymous

    CITY SEMPRE 😀

  4. abriram uma filial dos correios lá em Salford: “entrega em casa”

  5. Alexandre Creti - Curitiba

    Tevez??? Alguém está sentindo a falta dele???
    Realmente o time está mostrando que tem conjunto, não existe mais a tevezdependencia!!! É um grande jogador, mas não podemos depender exclusivamente de apenas um jogador…
    Mas o que importa é a goleada em cima “deles” 6 a 1 épico!! Que jogo, Silva é um maestro em campo, sem comentários, Balotelli jogando muito, Aguero sempre oportunista!! E Dzeko ainda deixando os seus!!
    E o melhor, “na cara deles ” !!

  6. É uma grande verdade,Tevez é um grande jogador mas não precisamos mais dele… Sobre o jogo, acredito que n exista palavras p definir o q aconteceu!!!

  7. Cade os torcedores do United? Se eles já eram anônimos, agora que não vão aparecer mesmo kkkkkk

  8. e galera, quando se digita a palavra “manchester” no google, uma das sugestões que ele dá é “manchester united 1 x 6 manchester city”

    kkkkkkkkkkkkkkk

    Parece que Tevez não está fazendo muita falta mesmo, o Manchester City é maior que ele, o time continuou grande mesmo sem ele

  9. Pasha

    Silva, Balotelli, Milner jogaram muito. Aliás dizer que o Silva jogou demais já é normal. Mas para mim o melhor foi o Richards. Jogou muito. Defendeu demais e estava sempre na área deles criando situações de gols.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *