sábado , 16 dezembro 2017
Home / Uncategorized / EPL: Dzeko marca e garante vitória do City sobre o Blackburn

EPL: Dzeko marca e garante vitória do City sobre o Blackburn


O bósnio Dzeko marcou seu primeiro gol na Premier e garantiu a vitória de 1 a 0 do Manchester City sobre o Blackburn, no Ewood Park. Os Blues relaxaram depois de 25 minutos de jogo e deram espaço para Rovers. A defesa teve que trabalhar para atrapalhar as boas oportunidades dos anfitriões. Com o gol, que saiu no segundo tempo, o City se afasta mais um pouco do Tottenham.

O City perdeu boas oportunidades. Aos 3 minutos Silva recebeu de Zabaleta, mas acertou em cheio a trave. Três minutos depois, Balotelli foi derrubado no ataque. O próprio italiano cobrou, mas chutou fácil na mão do goleiro.

O Blackburn tentava contra-atacar, mas não ia muito longe. Aos 9 minutos conseguiu chegar até a área dos Blues. A defesa trabalhou rápido e o avanço não representou perigo.

Ambos os times provocavam faltas desnecessárias. Aos 12 minutos Barry parou duramente e derrubou um jogador, favorecendo o Blackburn. Cinco minutos depois, foi a vez dos Rovers contra-atacarem fortemente. Balotelli foi derrubado. Silva cobrou, a bola foi desviada no jogo aéreo. No rebote, AJ chutou forte demais, jogando para fora.

Até os 25 minutos, os citizens dominaram a partida. Depois, o gás foi acabando e permitindo a ocupação da área pelo Blackburn. A defesa conseguiu amenizar a perda de espaço não deixando que as boas oportunidades resultassem em gol.

Aos 40 minutos os Rovers quase abriram o placar com jogo aéreo. A bola passou bem próximo à trave, do lado direito de Hart.

O acréscimo de 1 minuto não favoreceu nenhum dos times.

O City voltou no segundo tempo com um pouco mais de gás, mas não recuperou o ânimo do início da partida. Aos 46 minutos Silva tocou alto para Yaya Toure, que cabeceou bem e forçou o goleiro a fazer boa defesa.

Aos 48 minutos começou a distribuição de cartão amarelo. Primeiro foi para Jones, por derrubar Yaya Toure. Aos 51 minutos, Balotelli leva o seu. Oito minutos depois, mais um cartão para o City, com a autoria de De Jong. Aos 70 minutos, foi a vez do rover Emerton.

Os Blues pareciam agressivos, talvez pela perda de espaço durante a partida. O Blackburn conseguia destaque em alguns momentos.

Na primeira substituição dos citizens, AJ deu lugar a Dzeko, aos 72. Somente 2 minutos depois o bósnio aproveitou o rebote de um chute mal sucedido de Silva que acertou um rover. Na sobra, só deu tempo para uma ajeitada rápida e bater com o pé direito.

Na segunda substituição, Vieira entrou no lugar de Balotelli, aos 83 minutos.

Ainda pressionando bem os visitantes, o Blackburn assustou na cobrança de falta. Jones ganhou no jogo aéreo, mas jogou para fora.

Aos 88 minutos Dzeko se machucou ao subir na disputa de bola. Um rover acertou a coxa esquerda do bósnio com a chuteira. O citizen ficou caído um tempo, se levantou mancando, mas voltou para a partida alguns minutos depois.

Na última substituição do City, Boyata entrou no lugar de Silva, aos 89.

Os 5 minutos de acréscimo levaram mais pressão ao Blackburn. Yaya Toure deu trabalho, embora não tenha marcado. Aos 92 minutos, quase finalizou ao disparar. Só não conseguiu porque o goleiro saiu e conseguiu desviar.

A vitória foi bem vinda. Com mais 3 pontos na tabela o Manchester City se afasta do Tottenham, abrindo 4 pontos de vantagem. Com o empate do Arsenal e Bolton ontem, o terceiro lugar na Premier não parece tão distante.

Acesses nossas redes sociais:

http://facebook.com/ManchesterCityBrasil
http://twitter.com/ManCityBrazil
Contato: joaohugo@manchestercity.com.br

Sobre João Hugo

Em 29 de dezembro de 2007, fundei o Man City Brazil com o Leonardo e o Fernando. Em 23 de fevereiro de 2017, 10 anos depois, nos tornamos a 1º torcida oficial do Manchester City na América Latina: The Citizens Brasil. O resto é estória pra boi dormir...

Veja mais

City continua invicto mas só empata em Londres!

Depois da partida na quarta-feira onde estive acompanhando o City na Champions League hoje foi …

Sem comentários

  1. Pasha

    De novo, com sofrimento. Graças ao Mancini é claro…
    Mas o que vale são os três pontos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *