quarta-feira , 26 abril 2017
Home / Typical City / Histórias de um clube sem história – O pequeno grande clube: a UCL e você, torcedor

Histórias de um clube sem história – O pequeno grande clube: a UCL e você, torcedor

Manchester City v Gornik 1970 European Cup Winners Fina
Manchester City v Gornik 1970 European Cup Winners Final

 

Daqui alguns dias o Manchester City terá mais um jogo pela Uefa Champions League, onde enfrentará o Barcelona, na Espanha, e terá de reverter uma desvantagem para prosseguir na competição. Enquanto isso, fácil perceber uma situação curiosa e contraditória envolvendo o clube, sua torcida e a principal competição europeia.

De um lado temos o clube, através de sua direção e proprietários, que colocam a UCL como uma das prioridades, se não for a prioridade máxima do clube. E com a atual direção, que tenta colocar o City como uma marca global, temos os novos torcedores. Torcedores de todo mundo, que se uniram ao clube depois de 2008 e 2009, ou após a ascensão da Premier League em todo mundo. Há quem diga que este é o grande objetivo do clube hoje: UCL + torcedores em todo o globo = exposição da marca.

De outro lado temos os antigos torcedores do Manchester City. E aqui me refiro aos ingleses de Manchester. Aqueles que são apoiadores do clube por várias décadas, uma torcida que passou de gerações por gerações. Ou seja, sejamos francos: são torcedores que sofreram por várias gerações. Viram o United ganhar tudo, dominar o mundo.

E tente entender: estes caras não vão muito com sua cara. Por ideologia. Nada pessoal. E mesmo que você jure que acompanhe e torça pelo City muito antes de 2009.

A razão: pois você não inglês e não é, por óbvio, de Manchester. Mas principalmente: pois você representa o que eles mais odeiam, o United! Como assim? Pois durante anos a única coisa que estes torcedores tinham para criticar o United era o fato de que a torcida deles era pequena em Manchester, até menor do que a do City. Segundo estes torcedores “ortodoxos” do City, a torcida do United, de resto, era e é formada por estrangeiros que apenas foram na ‘onda’ de 1999 do time vermelho de Manchester. Segundo eles, estes torcedores estrangeiros são torcedores de “plástico”.

Assim, quando a globalização da marca começou a atingir o Manchester City, estes antigos torcedores surtaram! A razão: eles estão vendo acontecer com o clube deles aquilo que sempre criticaram no rival!

Tá, ok, mas e a UCL com isso: A UCL é a porta de entrada para a globalização. É a porta de entrada para os torcedores estrangeiros. Então, para estes torcedores mais antigos, não existe grande simpatia em relação a UCL. E adicione o ranço pelo fato de o City ter sido punido pelo FFP (financial fair play), mais a UEFA ser acusada constantemente de corrupção, e ainda os casos de racismo sofridos por jogadores do City (principalmente Yaya) que resultaram em penas ridiculamente brandas aos agressores… enfim, temos uma história de antipatia em relação a Uefa Champions League.

Claro que estes caras gostariam que o City um dia conquistasse a UCL, mas não agora, não da forma como os clube avança (pela globalização). Na realidade, para estes torcedores antigos o que importa agora é o campeonato nacional. É a dominação nacional! Obter vingança contra os adversários nacionais.

E mais: estes caras sofreram tanto com o clube no passar das décadas que só o fato de o City não viver mais em uma montanha-russa já é digno de festa. Ganhar o título nacional, então, é motivo de feriado municipal.

Isso é pequeno e esse pensamento irá mudar? Talvez. Mas essa é a realidade dos fatos hoje.

E partindo do pensamento de que, seja qual for o dono, seja ele árabe, japonês ou brasileiro, quem realmente “molda” um clube é a sua torcida, aquela torcida de fé, de décadas após décadas… PRAZER, ESTE É o MANCHESTER CITY! Grande, médio ou pequeno, este é o clube azul de Manchester.

Ah, apenas para lembrar, aqui a “montanha-russa” antes citada:

– Primeiro acesso do City para a primeira divisão ocorreu em 1898-99;

– Primeiro rebaixamento em 1901-02;

– Retorno na temporada seguinte, em 1902-03;

– Em 1903-04 o City foi vice da primeira divisão, na mesma temporada em que foi campeão da copa da Inglaterra;

– Segundo rebaixamento em 1908-09;

– O acesso de retorno se deu em 1909-10;

– Na temporada 1920-21 City conseguiu um vice-campeonato da primeira divisão;

– Terceiro rebaixamento na temporada 1925-26, temporada em que o clube chegou à final da copa da Inglaterra e goleou o United no Old Trafford por 6-1;

– O acesso se deu na temporada 1927-28;

– Em 1932-33 City chegou à final da Copa da Inglaterra, competição que venceu na temporada seguinte, 1933-34;

– Na temporada 1936-37 o clube conquistou pela primeira vez o campeonato nacional da primeira divisão;

– Na temporada seguinte (1937-38), incrivelmente, o City conseguiu ser rebaixado novamente.  Foi o seu quarto rebaixamento da primeira divisão;

– No retorno da segunda guerra mundial, na primeira temporada em que foi disputado o campeonato nacional novamente, 1946-47, City conseguiu o seu acesso, retornando para a primeira divisão;

– Em 1949-50 ocorreu o quinto rebaixamento. Acesso na temporada seguinte, 1950-51;

– Em 1954-55 City chegou à final da copa da Inglaterra, competição que venceu na temporada seguinte, 1955-56;

– Na temporada 1962-63 veio o sexto rebaixamento;

– O acesso ocorreu na temporada 1965-66, abrindo caminho para um período histórico de conquistas para o clube;

– Na temporada 1967-68 o clube conquistou pela segunda vez o campeonato nacional da primeira divisão;

– Na temporada seguinte, 1968-69, City se sagrou campeão pela terceira vez da Copa da Inglaterra.

– Na temporada 1969-70 City foi campeão da Copa de Liga Inglesa e da Recopa Europeia, se tornando o primeiro clube inglês a ser campão de um campeonato nacional relevante e uma competição europeia na mesma temporada.

– Nessa época o clube realizou boas campanhas, conquistado 03 supercopas da Inglaterra e retornou a ser campeão em 1976, com o título de liga inglesa.

– Na temporada 1976-1977 City foi vice-campeão inglês da primeira divisão, atrás do Liverpool;

– Em 1981 City foi vice-campeão da Copa da Inglaterra, perdendo para o Tottenham a final;

– E depois vieram os duros anos 80 e 90 para o Manchester City.

Na década de 80 o país e a cidade Manchester sofreram com grande crise econômica e social. O clube sofreu junto, em consequência. Em um período de 20 anos, o clube foi rebaixado da primeira divisão 04 vezes (83, 87, 96, 2001, com os respectivos acesso em 1985, 1989, 2000, 2002) e ainda foi rebaixado uma vez da segunda divisão, em 1998, conseguindo o acesso para a segunda divisão em 1999.

Enfim, este é o real contexto do clube. Antes de gritar por uma UCL, pense nisso! Como antes dito: PRAZER, ESTE É O MANCHESTER CITY! Grande, médio ou pequeno, este é o clube azul de Manchester!

 

___________________________________

Fonte de pesquisa quanto ao desempenho do clube nas citadas temporadas: http://en.wikipedia.org/wiki/List_of_Manchester_City_F.C._seasons .

 

Sobre João Hugo

Em 29 de dezembro de 2007, fundei o Man City Brazil com o Leonardo e o Fernando. Em 23 de fevereiro de 2017, 10 anos depois, nos tornamos a 1º torcida oficial do Manchester City na América Latina: The Citizens Brasil. O resto é estória pra boi dormir...

Veja mais

Qual o DNA do Manchester City?

Entendo que todo clube possui um DNA, uma lista de características únicas de futebol e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *