sábado , 25 novembro 2017
Home / Mercado / Janela do futuro: resumo do mercado de transferências do City

Janela do futuro: resumo do mercado de transferências do City

Chega ao fim a janela de transferências da Premier League. Uns se alegram, outros se entristecem e o outro é o Arsenal. O Manchester City por sua vez, não tem do que reclamar, ops tem sim. Sanchez estava acertado com a equipe, mas o jogo duro de Wenger fez com que o chileno ficasse em Londres, eles que cuidem de um jogador insatisfeito por tanto tempo. Fora isso, Guardiola fez ótimas contratações e uma grande limpa no elenco também, jogadores que não acrescentavam mais nada a equipe foram embora, nomes como o de Kolarov, Clichy e Navas não vão mais aterrorizar a vida dos torcedores.

Falando das chegadas que são o que realmente interessa, temos que colocar dois nomes numa prateleira de cima, reforços que tem como missão de sanar o problema que temos há tempos em suas posições. O primeiro nome é o cidadão que fica entre as 4 traves. Éderson, o brasileiro que atuava pelo Benfica chega com a responsabilidade de resolver o problema de goleiros do time, problema esse que vem desde a saída de nosso querido ídolo Joe Hart. O nome de Bravo nos dá calafrios, o chileno que chegou a pedido de Pep Guardiola foi de longe o pior goleiro da última temporada da Premier League, a cada seis chutes a sua meta sete entravam. Éderson nos dá esperança de não termos mais com o que se preocupar ali atrás.

A outra posição em que nunca tivemos plena confiança em seus postulantes foi na lateral esquerda, Clichy e Kolarov ficaram ali se revezando por mais de 5 anos, sempre alternando bons e maus momentos, nenhum deles conseguiu vaga cativa por muito tempo na posição. Com a saída dos dois, City precisava mais do que nunca de um nome que desse a segurança necessária para a posição. Benjamin Mendy é esse tal nome. O francês, de temporada espetacular pelo surpreendente Mônaco da temporada passada, vem com grife e com a etiqueta de 52 milhões de libras. Como vantagem, o francês, de apenas 23 anos, mostrou que tem todos requisitos necessários para um lateral, força, explosão ofensiva e segurança defensiva. É a aposta correta no momento necessário.

Os outros 3, mas não menos importantes que chegaram foram Danilo, Walker e Bernardo Silva. Walker veio do Tottenham pra substituir nosso grande ídolo Pablo Zabaleta, que foi para o West Ham. O inglês custou 50 milhões de libras aos cofres do sheik, e assim como Mendy, vem com a responsabilidade de garantir sua vaga ali por muitos anos.

Danilo foi a única contratação contestável do City, o brasileiro que não obteve muito sucesso no Real Madrid chega em baixa a Manchester. O mérito de Danilo é sua polivalência, pode jogar como lateral direito (sua posição de origem), esquerdo, pelas pontas e etc. foi provavelmente isso que fez com que Guardiola quisesse contar com seu futebol. O último nome que será falado aqui é o de Bernardo Silva. Precisamos falar desse garoto, o português de 23 anos, que também vem do Mônaco, fez uma temporada fabulosa pela equipe francesa. Um fato que deve ter dado aquele empurrãozinho para sua contratação foi a partida fenomenal que Bernardo fez contra o City dentro do Etihad pelas oitavas de final da última Liga dos campeões. O português, meia clássico, tem um estilo de jogo que lembra muito o do nosso mago David Silva. Bola colada no pé, habilidade absurda e visão de jogo diferenciada. É um nome para o presente e o futuro da equipe, previsão de muitas alegrias com o português.

Balanço final: Janela importante para o City, diminuindo a média de idade da equipe, que estava muito elevada nas últimas temporadas. 4 dos 5 reforços abaixo dos 26 anos. City montando uma equipe para durar muito tempo. A renovação proposta por Guardiola vai ganhando força. Da barca de 13 que foram embora, Nolito, Mooy, Iheanacho, Unal, Bony, Zabaleta, Kolarov, Sagna, Clichy, Caballero, Nasri, Fernando e Jesus Navas, 9 tinham mais de 30 anos. Balanço feito, agora é esperar e ver se os nomes que chegaram vão justificar nossa empolgação e esperança por dias melhores. A temporada promete, a expectativa é grande e títulos são esperados, que não nos decepcionem.

C´mon City!

 

Sobre Paulo Henrique Gomes

Veja mais

OFICIAL: Ederson é o novo goleiro do Manchester City

Ederson assinou um contrato de 6 anos e vestirá a camisa número 31. O goleiro …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *