terça-feira , 23 maio 2017
Home / Lendas do City / Lendas do City: Uwe Rösler

Lendas do City: Uwe Rösler


O último personagem da série “Lendas do City” é mais um matador como o último personagem, Tommy Johnson, só que ao contrário do anterior, o atual é bem mais recente e alguns citizens podem já ter ouvido falar. A lenda de hoje é o alemão Uwe Rösler.

Rösler nasceu na Alemanha Oriental e começou a carreira no 1. FC Magdeburg, passando depois pelo Dynamo Dresden e Nuremberg. Em março de 1994 houve o interesse do City por ele, e foi lhe dada uma oportunidade de jogar uma partida dos reservas contra o Burnley, onde marcou dois gols, convencendo o clube a pegá-lo por empréstimo de 3 meses.

Fez sua estréia contra o Queens Park Rangers, e nos 12 jogos que fez no período, marcou cinco gols, desta vez convencendo o City a contratá-lo definitivamente por uma valor que varia entre £ 375,000 e £ 500,000.

Seu inicio na temporada 1994-95 não foi nada animador, Rösler foi expulso na estréia contra o Arsenal, em uma derrota por 3-0. Mas a impressão negativa ficou por ai mesmo, em uma parceria bem sucedida com Paul Wash ele marcou 22 gols no campeonato, apesar de ter perdido vários jogos com lesões. Em uma partida da FA Cup contra o Notts County, marcou quatro gols, tornando-se o primeiro a fazer isto desde Johnny Hart, em 1953. Suas atuações na temporada o fizeram artilheiro do clube, e também escolhido o Jogador do Ano do Manchester City.

No início da temporada 1995-96, Alan Ball tornou-se o manager e mudou imediatamente o esquema: no lugar de concentrar as jogadas pelos lados, preferiu valorizar o meio. Sem o abastecimendo de jogadas pelas pontas ao qual estava acostumado, além da venda do companheiro Walsh, Rösler perdeu rendimento. Para piorar, os desentendimentos com Ball o fizeram perder a posição de titular para Niall Quin, só voltando como substituto em um derby de Manchester, onde marcou um gol fenomenal.

O City foi rebaixado no final da campanha, mas ele optou por ficar, na segunda divisão o clube continuou passando por campanhas dificeis, mas Rösler beneficiou-se do retorno da formação 4-4-1-1, e foi novamente artilheiro da equipe. Após um novo rebaixamento, desta vez para a terceira divisão, o atacante optou por sair, sem custos, em maio de 1998.

Apesar dos anos dificeis, Rösler é idolo e héroi dos torcedores, sendo aplaudido de pé quando foi a Manchester receber apoio na sua luta contra um câncer. Após encerrar a carreira no Lillestrøm da Noruega em 2003, investiu na carreira de técnico, e atualmente treina o Molde, também da Noruega.

Em seus quatro anos no City ele jogou 181 partidas, marcando 65 gols.

_________________________________________________________________________________

Com este personagem, oficialmente encerramos a série “Lendas do City”, ao todo foram 18, todos participantes do hall da fama do City. Não foi possivel falar sobre todos, principalmente por falta de informações, mas tenham a certeza que os principais idolos estão aqui nesta série.

Acesses nossas redes sociais:

http://facebook.com/ManchesterCityBrasil
http://twitter.com/ManCityBrazil
Contato: joaohugo@manchestercity.com.br

Sobre João Hugo

Em 29 de dezembro de 2007, fundei o Man City Brazil com o Leonardo e o Fernando. Em 23 de fevereiro de 2017, 10 anos depois, nos tornamos a 1º torcida oficial do Manchester City na América Latina: The Citizens Brasil. O resto é estória pra boi dormir...

Veja mais

Lendas do City: Tommy Johnson

Estamos chegando as últimas lendas do Manchester City, hoje o personagem é um goleador dos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *