sexta-feira , 15 dezembro 2017
Home / City Women / Mais uma vitória e mais uma lesão para o City Women na WSL

Mais uma vitória e mais uma lesão para o City Women na WSL

Hoje, pela terceira rodada da WSL, o Manchester City visitou o Everton no Select Security Stadium, e conseguiu uma vitória importante. Pelo placar de 3×2, as comandadas de Nick Cushing confirmaram o bom futebol jogado, porém, o alerta está ligado: depois de Jill Scott, Pauline Bremer (foto) é a mais nova integrante do DM.

Em relação ao time que venceu na estreia da UWCL as austríacas do St. Polten, Cushing fez duas alterações: Marie Hourihan foi titular pela primeira vez na temporada, Jill Scott machucou o tornozelo durante a partida anterior do City, e em seu lugar ficou Claire Emslie, e Karen Bardsley segue no DM desde a pré-temporada. Os 735 presentes na casa do Everton viram o seguinte XI (4-1-3-2):

Como estava em casa, o Everton fez aquilo que se esperava, foi pro ataque e, logo aos quatro minutos, Claudia Walker recebeu da linha de meio campo, dominou e mandou um chutaço de fora da área, e Hourihan não conseguiu defender. Mesmo jogando fora – e com o belo segundo uniforme – o City logo tomou conta da partida, tanto que, aos 12 minutos, em cobrança de falta, a capitã Steph Houghton (escolhida pela BBC uma das “100 Mulheres”, projeto da emissora britânica que nomeia 100 mulheres ao redor do mundo que são influentes e inspiradoras) bateu com perfeição, a goleira das Toffees ainda foi na bola, mas não foi suficiente.

Exatamente um minuto depois, Nikita Parris recebeu um cruzamento de Abbie McManus na linha de fundo e cabeceou, virando o jogo. Cinco minutos depois, em jogada iniciada pela lateral, a mesma Parris cruzou para Pauline Bremer, que fez o terceiro gol azul – e seu primeiro com a camisa do City. O segundo gol do Everton saiu aos 25 do segundo tempo, com Magill puxando contra-ataque após cobrança de falta mal batida por parte do City.

A nota triste foi a grave lesão de Pauline Bremer. Ainda no primeiro tempo, a camisa 9 levou a pior, num carrinho desenfreado da defensora Gabrielle George, Bremer teve o joelho direito atingido, demorando cerca de oito minutos pra ser levada ao hospital. A jogada – criminosa – pode fazer com que ela fique de molho por meses, fazendo-a perder até mesmo o resto da temporada.

Com a vitória, o City segue em segundo lugar na tabela, com os mesmos nove pontos do Chelsea, que venceu o Liverpool hoje pelo placar mínimo, porém as azuis de Londres estão com um gol a mais no saldo (13 a 12). Foi uma excelente partida, o que demonstra o alto nível do futebol praticado pelas mulheres na Inglaterra. Desejamos toda a sorte para Pauline Bremer. O vídeo completo desta partida está disponível no Facebook da FA WSL.

Sobre Kamila Villarreal

Responsável pelo City Women. Queria ser jogadora de futebol, mas como não deu certo, escolheu ser jornalista.

Veja mais

De virada, City Women vence e continua invicto na WSL

Neste domingo, pela quarta rodada da WSL, o Manchester City venceu, de virada, em casa, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *