terça-feira , 19 setembro 2017
Home / Fora de Jogo / Manchester City vs La Liga

Manchester City vs La Liga

O Manchester City está considerando fazer uma ação legal contra o presidente da Liga, Javier Tebas, depois de acusar o clube de “doping financeiro” e manipulação de preço dos jogadores emprestados ao Girona.

Uma declaração do clube respondeu as afirmações como “pura ficção”.

O City Football Group completou a compra de 44,3% do clube da La Liga no mês passado e cinco dos jogadores de Pep Guardiola foram emprestados ao Girona: o meio-campista Douglas Luiz, o ala Marlos Moreno, o meio-campista Aleix Garcia, o defensor Pablo Maffeo e o atacante Olarenwaju Kayode .

“Tivemos que corrigir certos valores de mercado que o Manchester City estava reportando nos empréstimos para o Girona”, disse Tebas na quarta-feira. “Para o nosso próprio relatório de finanças, aumentamos o valor dos jogadores emprestados ao Girona, de modo que o empréstimo dos jogadores não represente concorrência desleal.”

“Imaginemos que o Manchester City empresta 11 jogadores ao Girona por um euro cada, que ficaria fora dos valores de mercado. Nós adicionamos valor aos empréstimos reportados”.

Girona, como todos os clubes do futebol espanhol, tem seu orçamento estabelecido para eles para a temporada pela liga. Para a campanha de 2017-18, foi fixada em 80 milhões de euros. Tebas admitiu que Girona aceitou o aumento do valor dos jogadores emprestados pelo City.

Uma fonte do City disse à ESPN (do Reino Unido) que nenhuma taxa de empréstimo foi cobrada pelos cinco jogadores e que a Girona está pagando todos os seus salários. O clube tem um acordo semelhante com o Celtic para o empréstimo do Patrick Roberts.

O City está bravo com os comentários feitos por Tebas na quarta-feira. Durante uma entrevista em palco na conferência da Soccerex, ele comparou a posição financeira do clube com a do Paris Saint-Germain, que ele acusou de “fazer xixi na piscina” na compra da Neymar de Barcelona por 222 milhões de euros. Ele também acusou a UEFA de ser muito tranquila com clubes de propriedade árabe depois de serem ambos sancionados por violar os regulamentos financeiros em 2014.

Ele disse: “Se eu me lembro corretamente, o PSG e o Man City foram sancionados, mas a sanção foi de alguma forma reduzida em um estranho acordo que não se tornou público. A Liga naquela época enviou uma carta à UEFA reclamando sobre essa situação.

“Na nossa opinião, a UEFA não examinou adequadamente a situação do Manchester City e do PSG desde então ou os teria sancionado de novo”.

Uma fonte do City negou à ESPN que tal acordo secreto tivesse ocorrido e que a sanção reduzida do City, após uma multa inicial de £49m e restrições de elenco, resultou do fato de o clube provar o órgão que agora estava jogando pelas regras.

Na segunda-feira, a UEFA negou que o City estivesse sob investigação depois que os procedimentos foram abertos contra o PSG na sexta-feira. Durante o essa pré temporada, o City teve um gasto líquido de £138,1 milhões e chegou perto de assinar o Alexis Sanchez do Arsenal em um acordo que teria atingido 60 milhões de libras esterlinas. A fonte disse que havia um acordo para Jonny Evans, do West Brom, mas não aconteceu por conta da permanência de Eliaquim Mangala.

Tebas disse que o negócio de transferência do clube estava sendo criado por acordos de patrocínio irrealistas.

Ele disse: “Se Abu Dhabi e Qatar estão atrás do PSG e Man City, isso por si só não é um problema. O problema é que a renda, para cobrir seus custos quando eles têm renda comercial que não é real. Eles concordaram em patrocínios que estão acima do preço de mercado. E o importante é que tudo é valor de mercado. É quando você tem doping financeiro “.

Uma porta-voz do clube disse à ESPN: “A declaração da UEFA de 4 de setembro é clara e baseada em informações precisas.

“Em contraste, as declarações do Sr. Tebas estão mal informadas e, em partes, ficção pura. Como seria de esperar, o Manchester City Football Club e o City Football Group estão buscando advogados apropriados e agirão de acordo com esse conselho”.

Sobre Lucas Souto

Paulistano, responsável pelas torcidas regionais do Manchester City no Brasil e Adm da página do Facebook.

Veja mais

Man City empata com Everton, o visitante indigesto

Em jogo duríssimo, Manchester City e Everton ficam no empate. Carrasco! Rooney deixa o seu …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *