sexta-feira , 20 outubro 2017
Home / City Women / Nadia Nadim se juntará ao Manchester City em 2018

Nadia Nadim se juntará ao Manchester City em 2018

Pensando em fortalecer seu já competente elenco, o Manchester City anunciou hoje a contratação da atacante dinamarquesa Nadia Nadim. A centroavante de 29 anos defende atualmente o Portland Thorns, dos EUA, e se juntará ao time de Nick Cushing em janeiro do próximo ano.

Nadia nasceu no Afeganistão, mas fugiu do país quando tinha apenas 12 anos, com a mãe e quatro irmãs, após seu pai ser morto pelo Talibã. Foi na Dinamarca que ela encontrou um lar. E também o futebol. Revelada pelo B52 Aalborg, ainda passou por outros clubes pequenos, até chegar no Fortuna Hjorring, em 2012. A atacante ganhou a nacionalidade dinamarquesa aos 18 anos (seguindo as leis locais), em 2008 e já no ano seguinte, através de uma exceção à uma regra da FIFA acerca de convocações de jogadores naturalizados (só podem ser convocados depois de cinco anos, no mínimo, morando no país).

Após três temporadas no Fortuna Hjorring, Nadia trocou a Dinamarca pelos EUA, exatamente pela cidade de Nova Jersey, para jogar no Sky Blue FC, onde ficou por duas temporadas. Desde janeiro de 2016, ela defende as cores do Portland Thorns, clube que, nesta temporada, chegou aos playoffs da NWSL em segundo lugar, o que dá o direito de decidir em casa. No ano passado, Nadia marcou nove gols em 20 jogos pelo Portland, sendo peça chave do time campeão da temporada regular da competição. Pela Dinamarca, foi vice-campeã da última Euro, há dois meses.

Mesmo vindo apenas em janeiro, Nadia vai usar a camisa 10, (na Dinamarca ela usa a 9) que já foi de Carli Lloyd (hoje no Houston Dash) e Daphne Corboz (no Sky Blue FC). Enquanto ela foca nos playoffs da NWSL, o City focará no próximo jogo pela WSL, neste sábado, em casa, contra o Arsenal. Será a primeira partida da temporada em novo formato no Academy Stadium.

Nadia e o treinador Nick Cushing. Foto: Twitter MCWFC

Sobre Kamila Villarreal

Responsável pelo City Women. Queria ser jogadora de futebol, mas como não deu certo, escolheu ser jornalista.

Veja mais

City Women goleia na volta da WSL

Na volta da WSL, agora com 10 clubes, o Manchester City goleia fora de casa …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *