sábado , 24 Fevereiro 2018
Home / Notícias / City Women / No centésimo jogo de Houghton, Women vence o Sunderland e segue na liderança da WSL

No centésimo jogo de Houghton, Women vence o Sunderland e segue na liderança da WSL

Neste domingo, pela sétima rodada da WSL, o Manchester City sofreu, mas venceu o Sunderland por 3×0, gols de Parris (2x) e Christiansen. A partida também foi especial porque a zagueira e capitã Steph Houghton completou 100 jogos com a camisa azul. Já é a terceira partida do clube fora de casa e nem assim perdemos a invencibilidade. 100% de aproveitamento na temporada 2017/18

Diante de 978 torcedores no Mariners Park, Nick Cushing mandou o que tinha de melhor. As únicas ausências continuam sendo as lesionadas Pauline Bremer, Meg Campbell e Tessel Middag. Esme Morgan ficou de fora por opção do treinador. Escalação 4-3-3.

O grande nome do jogo foi, sem dúvida, Nikita Parris. Com dois gols e uma assistência, a camisa 17 teve uma de suas melhores atuações desde que chegou ao clube. Já sabendo que, mais cedo, o vice-líder Chelsea venceu o Everton por 1×0, só a vitória interessava ao City. E o Sunderland deu alguma dificuldade ao jogo, fazendo com que a goleira das Black Cats, Rachel Laws, praticamente não fizesse nenhuma defesa nos primeiros minutos. Só aos 10 minutos, Abbie McManus conseguiu incomodar a goleira, com um bom chute de fora da área.

Houghton, em seu dia especial, tentou cruzar para Claire Emslie, mas a camisa 22 chegou atrasada. Do outro lado, Bardsley defendia os chutes de Dominique Bruinenberg e Rachel Pitman. Aos 32, Emslie ainda marcou, mas a juíza o anulou. Quatro minutos depois, McManus cruzou na área, Izzy Christiansen cabeceou e, na sobra, Parris abriu o placar.

Só na volta do intervalo que o placar seria mudado, com Parris sozinha, pela direita, com direito a um drible da vaca na zagueira, cruzou para Christiansen, que cabeceou, sem chance para Laws. Nove gols em treze jogos, ninguém mais marcou que a camisa 11 nesta temporada.

O terceiro gol veio aos 31 minutos, com ligação direta entre Christiansen e Parris, e a camisa 17, novamente sozinha pela direita, chutou cruzado, sem chance de defesa. Apesar das demais chances, com Houghton e Nadim, o jogo terminou 3×0. Com o resultado, o City se mantém na liderança, com sete vitórias em sete jogos e 27 gols marcados. Os próximos dois jogos serão fora de casa: contra o Chelsea, nesta quinta, em partida atrasada da WSL. O confronto é direto e deste jogo pode sair a campeã da WSL. E no domingo, 4 de fevereiro, o time estreia na Copa da Inglaterra, na quarta rodada, contra o Brighton & Hove Albion, na casa do adversário.

Enquanto os próximos jogos não acontecem, vejamos um pouco sobre Houghton, que chegou a 100 jogos com o City.

Steph Houghton chegou ao City com status de estrela, em janeiro de 2014, quando o clube disputaria sua primeira temporada na primeira divisão do futebol inglês. Veio do Arsenal, onde fez dupla com Jen Beattie (que mais tarde também chegaria ao City) e ganhou a Tríplice Coroa com as Gunners em 2012. Como capitã do City, ela levantou quatro taças em três anos. Tendo como especialidade as cobranças de falta, ela já conta com 10 gols. Além dos títulos já conquistados com Arsenal e City, ela também tem prêmios individuais, como os “BBC North East Sports Personality of the Year”, “England Women’s Player of the Year”, “Local Hero of the Year” e “FA Women’s Young Player of the Year”, além de uma honraria da Ordem do Império Britânico (MBE), por seus serviços prestados ao esporte, e também é uma embaixadora da UEFA.

Sobre Kamila Villarreal

Jornalista. Encontrou no Manchester City o que julgava ser impossível: ver mulheres jogando futebol. Fã da Jill Scott e editora-chefe da City Women no manchestercity.com.br.

Veja mais

Empurrando Limites | Depoimento exclusivo de Nick Cushing para o Coaches’ Voice

A The Citizens Brasil traz com exclusividade a tradução do depoimento que Nick Cushing deu …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *