terça-feira , 23 Janeiro 2018
Home / Uncategorized / O amor e o poder

O amor e o poder

“Ué, e Manchester tem outro clube?”

Essa deve ser a pergunta que todo mundo escutava a 2 anos atrás ao falarmos de Manchester City Football Club, tão ignorantes somos ao ponto de chamar o outro apenas de “Manchester”…

Pois é, antes um pouco de pesquisa estava fazendo falta, hoje poucos desconhecem o ex-primo pobre, aliás, esse era o apelido que o City tinha, maldoso ao meu ver, para designar a equipe que até então vivia as sombras do poderoso da cidade.

Mas tudo mudou no dia 1 de Setembro de 2008, os sites e veiculos de comunicação enlouqueciam:
“Manchester City ganha corrida por Robinho…”

Aposto que muitos disseram, “que Manchester City?”, ou “Robinho acabou de jogar sua carreira no lixo”, não é dificil de imaginar, santa ignorância…

Mas para nós torcedores do Manchester City, pouco nós importavamos, o que verdadeiramente nascia era a esperança de mundança, não que o City fosse pequeno para nós, nos nossos corações ele sempre foi o maior de Manchester, mas que a visão do City mudasse em relação ao mundo, não que me importasse de apenas eu reconhecer o City, mas que a ignorancia fosse engolida a seco.

Já me chamaram de louco por torcer pelos Citizens, minha resposta é sempre a mesma, já ensaiada e na ponta da lingua: “eu sou especial, os torcedores do outro são comuns, mas os do City são especiais…”

Assim é o City, quem torce, torce com amor, mesmo que as conquistas sejam escassas, raras, afinal já dizia o ditado “City é amor, United é poder”.

Eu sou Júnior Martins, estudante, paraibano, amante do City, e novo colaborador do blog.

Acesses nossas redes sociais:

http://facebook.com/ManchesterCityBrasil
http://twitter.com/ManCityBrazil
Contato: joaohugo@manchestercity.com.br

Sobre João Hugo

Em 29 de dezembro de 2007, fundei o Man City Brazil. Em 23 de fevereiro de 2017, a The Citizens Brasil se tornou a 1º torcida oficial do Manchester City na América Latina. O resto é história pra boi dormir...

Veja mais

Manchester City goleia Huddersfield e pega Middlesbrough na FA Cup

Aos 29 minutos, Sané deixou tudo igual. Sterling recebeu lançamento na direita, pedalou para cima …

Sem comentários

  1. Boa matéria Manoel. Sua análise ficou muito boa!

  2. Valeu!

    GO CITY !

  3. MUITO BOM!
    Foda-se United!
    C’mon City!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *