sexta-feira , 23 junho 2017
Home / Uncategorized / Por que o City de Mancini irrita os torcedores

Por que o City de Mancini irrita os torcedores

Estive visitando o blog Futebol ao Cubo e li uma análise feita pelo André  Renato. Vejam abaixo:

Já são duas temporadas e meia em que o Manchester City torra bilhões de euros em contratações, promete brigar por título, ou ao menos vaga na Champions League, e nada de apresentar algo com cara de time.

Antes de qualquer análise tática, no caso do City é preciso fazer ponderações psicológicas.

Numa abordagem fria, é claro que ter 15, 20 jogadores com condições de serem titulares é bom. Mas não é. Ou alguém acha que vai ser fácil controlar a motivação de um time com Adebayor, Tevez, Balotelli, Roque Santa Cruz e Jô pra mesma posição? Os dois últimos mal ficam no banco (e a situação ainda vai piorar, conforme o andamento do post…).

O mesmo vale pra posição de goleiro. Shay Given fez uma temporada 2009/10 fabulosa, o melhor goleiro da Premier League, um dos cinco melhores do mundo. Inicia-se a nova temporada e Mancini simplesmente escala Joe Hart. Nada contra o jovem goleiro, que é o quê de melhor a Inglaterra tem na posição (algo que não significa, necessariamente, muita coisa), mas é um absurdo deixar o arqueiro irlandês no banco.

Entremos na parte tática.

Como dito há dois parágrafos, os Blues têm fartura de atacantes. Dos cinco citados, apenas Tevez não tem características de centroavante. E eis que o Manchester City de Mancini joga assim:


Ou seja, fartura de atacante e apenas um deles é escalado, sendo que esse um é o único sem características de atacante de área. E como pode alguém, em sã consciência, deixar o Adebayor fora?

Pra piorar, Mancini cismou que o volante Yaya Touré é meia armador. O treinador não deve saber, mas no Barcelona o marfinense era o primeiro volante, volantão mesmo, deixando Xavi e Iniesta trabalharem. E é a graças a tal pensamento que David Silva não pode jogar na sua real função, a de meia central, sendo deslocado para a esquerda. Porém, como é sua característica, o espanhol centraliza muito o jogo, ele nunca será um winger, tal qual James Milner faz no lado oposto.

Pra finalizar, Mancini opta por Jerome Boateng ao invés de Micah Richards, jogador que faz parte da seleção inglesa e que, apesar do físico avantajado, apoia muito bem. E insiste em deixar Lescott, zagueiro pra valer, de fora, pra escalar Kompany, que pode jogar de volante também.

Dito tudo isso, abaixo três sugestões de formação para o City, feitos tanto com opinião própria quanto da mídia em geral.

Formação 1:


– Given, Micah Richards, Lescott e Adebayor voltam ao time;
– David Silva volta à função onde melhor rende;
– Tevez não joga mais sozinho no ataque,
– Dos três meias, Milner é o que mais avança, portanto Micah Richards apoia menos que Kolarov, até porque Barry, em último caso, até pode jogar de lateral esquerdo, se entenderia muito bem com o sérvio em termos de cobertura.

Formação 2:


– Given, Micah Richards, Lescott e Adebayor voltam ao time;
– O 4-2-3-1 é mantido, mas com a óbvia alteração de Tevez jogando aberto, entrando em diagonal, com Adebayor na frente,
– Como Tevez não tem característica de fazer jogada pra linha de fundo, Micah Richards precisaria apoiar mais, portanto os volantes, mesmo que apoiem, fariam mais moderadamente.


Formação 3:


– Given, Micah Richards, Lescott, Adebayor e Balotelli entram;
– A mais agressiva de todas, semelhante ao esquema do Chelsea(na comparação: Yaya Touré/Essien, Barry/Obi Mikel, David Silva/Lampard, Tevez/Anelka, Adebayor/Drogba e Balotelli/Malouda);
– Não há consistência defensiva suficiente pra definir essa formação como a padrão, seria mais pra casos específicos, como enfrentar um Wolverhampton ou Stoke City da vida em casa, ou então em desvantagem no placar.

O mais assustador é que tem dois jogadores com condições de serem titulares que simplesmente não consegui encaixar em nenhuma formação: Patrick Vieira e Adam Johnson.

Agora, o que tira do sério é ouvir do Mancini que ele pretende contratar um centroavante na janela de transferências de janeiro…

Parece piada, né?

Acesses nossas redes sociais:

http://facebook.com/ManchesterCityBrasil
http://twitter.com/ManCityBrazil
Contato: joaohugo@manchestercity.com.br

Sobre João Hugo

Em 29 de dezembro de 2007, fundei o Man City Brazil com o Leonardo e o Fernando. Em 23 de fevereiro de 2017, 10 anos depois, nos tornamos a 1º torcida oficial do Manchester City na América Latina: The Citizens Brasil. O resto é estória pra boi dormir...

Veja mais

Chelsea x Manchester City-Preview

Barclays Premier League-13 Rodada Data: Domingo-25/11/2012 Local: Stamford Brigde-Londres Horário:14:00h (Brasília) Árbitro:Chris Foy Transmissão: Fox …

Sem comentários

  1. Pasha

    Perfeito…
    Excelente comentário…
    A verdade é que com Mancini, eu acho que nós só vamos brigar pela UCL. é uma pena pois nós temos time para brigar pelo título..

  2. É… concordo com umas coisas. O Mancini é a causa de tudo.

    Mas o Silva joga de winger assim como joga de Central.

    E o Kompany é um dos melhores zagueiros da Premier League… tem sido muito elogiado. Não tem porque colocar ele de volante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *