sábado , 16 dezembro 2017
Home / Uncategorized / Recordar é viver

Recordar é viver

O Manchester City pode ser dividido em A.S (antes do Sheikh) e D.S (depois do Sheikh). A era antes do Sheikh, como todo mundo sabe, foi uma época sofrida, mas felizmente já passou e não estamos aqui para lembrá-la. Da época A.S iremos lembrar apenas dos bons momentos, como foi essa memorável vitória sobre o United no dia 9 de novembro de 2002 por 3-1.

O derby em questão foi o último no nosso antigo estádio, o lendário Maine Road. E tá aí mais um motivo para Shaun Goater e companhia fazerem história. O City tinha acabado de voltar pra Premier League, apos ser campeão da segunda divisão na temporada 2001/2002, e fazia uma ótima temporada, inclusive brigando por vaga na antiga Uefa Cup, hoje Uefa Europa League. Vaga que ainda conseguimos.

O City tinha um time limitado, mas com dois bons atacantes: Shaun Goater e Anelka. E o nosso treinador era Kevin Keegan. O United por sua vez tinha um time recheado de estrelas, que foram para Maine Road e tomaram um baile do City.

Confira as escalações:
City: Peter Schmeichel*, Sun Jihai*, Gerard Wiekens, Lucien  Mettono, Richard Dunne*, Nichlas Jensen, Danny Tiatto, Eyal Berkovic, Marc-Vivien Foe*, Nicolas Anelka* e Shaun Goater*.

Destaquei esses jogadores para mostrar como o time era limitado e tínhamos um ou outro conhecido. Alguns nem tanto na época mas que hoje nós lembramos, como Sun Jihai que jogou no City até 2008, um lateral-direito muito limitado mas que os torcedores lembram com carinho por ter feito parte da história do clube, mesmo sem título mas com disposição. Richard Dunne é o nosso ex-capitão, que foi outro que honrou a camisa do City sempre que jogou. Talvez o mais conhecido de todos seja o goleiro Peter Schmeichel, que foi um dos maiores goleiros da história do futebol mundial, também jogou pelo United e é pai do nosso ex-goleiro Kasper Schmeichel. Os atacantes, como eu mencionei antes, eram Anelka e Goater, talvez os grandes destaques do nosso time. E por último deixo para relembrar Marc-Vivien Foe, jogador camaronês que estava emprestado ao City e que faleceu durante uma partida na semifinal da Copa das Confederações contra a Colômbia. Foé usava a camisa 23 no City e a camisa foi aposentado em um ato de respeito do clube.

E o United foi a campo com:
Barthez, Gary Neville, Silvestre, Ferdinand, Phil Neville, Laurent Blanc, Scholes, Veron, Solskjaer, Giggs, Nistelrooy.

Voltando a falar sobre a partida, o City começou avassalador, logo aos 5 minutos Anelka roubou a bola e deixou Goater na cara do gol que finalizou de canhota, Barthez fez bela defesa e a bola sobrou para Anelka terminar a jogador que ele mesmo começou e abrir o marcador. O United empatou logo depois com Solskjaer. Aos 26 minutos Gary Neville (otário!!!!!) tentou proteger uma bola na linha de fundo e fez uma bela de uma lambança, Shaun Goater conseguiu pegar a bola e finalizar com classe, sem chances para Barthez. Os 34,649 torcedores presentes no Maine Road foram a loucura, pois Gary Neville é um dos jogadores mais odiados pelos torcedores do City. O City continuava melhor na partida e aos 50 minutos, após bela troca de passes a bola sobrou pra Shaun Goater marcar novamente um lindo gol. Um presente pros torcedores do City.

Abaixo os gols do City:

A temporada 2002/2003 foi uma das mais importantes pros torcedores e pro clube. O City voltava pra Premier League, conseguiu a classificação pra Uefa Cup terminando em 9º no campeonato inglês, uma classificação muito boa para um clube que volta pra primeira divisão, no Old Trafford conseguimos um empate por 1-1 com gol de Shaun Goater também, e no derby de despedida do Maine Road vencemos por 3-1 dando um show no nosso rival.

Proud to be a blue!

Acesses nossas redes sociais:

http://facebook.com/ManchesterCityBrasil
http://twitter.com/ManCityBrazil
Contato: joaohugo@manchestercity.com.br

Sobre João Hugo

Em 29 de dezembro de 2007, fundei o Man City Brazil com o Leonardo e o Fernando. Em 23 de fevereiro de 2017, 10 anos depois, nos tornamos a 1º torcida oficial do Manchester City na América Latina: The Citizens Brasil. O resto é estória pra boi dormir...

Veja mais

City continua invicto mas só empata em Londres!

Depois da partida na quarta-feira onde estive acompanhando o City na Champions League hoje foi …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *