quarta-feira , 26 abril 2017
Home / Opinião / Teoria e prática, o que vem dando errado?

Teoria e prática, o que vem dando errado?


Parece que muitas coisas esta temporada estão teimando em se repetir, e o mais gritante é na Champions League, novamente tivemos o azar de pegar o pior grupo, mas acontece, sabemos que somos qualificados e favoritos para passar a segunda fase, mesmo que tenhamos dificuldades. O aprendizado está aí, caberia analisar onde tínhamos pecado em 2011/12, o ponto crucial que nos fez cair na primeira fase, e buscar a todo custo não fazê-lo, não é simples como as palavras, mas é o óbvio.
TEORIA – Um time fortíssimo, capaz de bater de frente com todos, já tarimbado e campeão, respeitado nacionalmente, e agora sem a desculpa de estreia na competição, até porque alguns dos contratados já trouxeram uma experiência considerável, inclusive de títulos, como o caso de Maicon, aliás, reforços pontuais, apenas para melhoramentos da já sólida base.
PRÁTICA – Está claro que não aprendemos, aliás, não só isto, perdemos alguma coisa neste período inter-temporadas  Com essa ânsia ou necessidade de revezamento pelas várias competições, o entrosamento logicamente se prejudica, o time perdeu um pouco o “jeito” adquirido de jogar, algo que quando erradamente não se soluciona na pré-temporada, o é feito nas primeiras rodadas, enquanto isto as apostas são nas individualidades, pior, Silva, o motor do time, não começou bem, Aguero se machucou, não iria voltar arrebentando, e Nasri não é digno de confiança.
Lá atrás também a coisa não está boa, a exceção de Hart, que vem pegando o possível e o impossível, antes de sábado, o time tinha sofrido gols em todos os jogos, com vários erros individuais, um exagero para a área mais sólida da equipe há apenas alguns meses, ela que fez seu trabalho mesmo quando a linha de frente falhou.
Tirando a parte o começo devagar na Premier, pois esta dá muito tempo para uma volta por cima, a Champions não, nela não há paciência, é imediata. Pois bem, estreia com o Real, primeiro tempo péssimo, no segundo, apesar de ainda jogar pior, o City estava conseguindo um grande resultado, ganhando por 2 a 1 com mais de 40 minutos de jogo, em um intervalo de 4, tomamos a virada, por pura falta de sabedoria de segurar um resultado.
Mas tudo bem, passa, era uma derrota esperada, o pior veio depois, assim como na Champions passada fomos mais cedo do que o esperado por causa daquele empate em casa com o Napoli, tratamos de cometer o mesmo tropeço agora, e jogando mal, sendo pressionados, empatando no apagar das luzes e por pouco saindo com um resultado trágico, que jogaria tudo por água abaixo.
E assim estamos, temos a obrigação de vencer as duas contra o Ajax, torcer para o Real, quem sabe, conseguir duas vitórias sobre os alemães, para com isso jogarmos apenas pelo empate na dificílima partida em Dortmund, e pegarmos os espanhóis classificados e tranquilos em casa, porque, se passamos sufoco com os amarelos, imaginem contra o principal time do grupo?!
Não é ser pessimista por antecipação, é analisar a realidade, e ela não está muito favorável, por futebol apresentado ou resultados concretos. Tomara que a boa vitória sobre o Sunderland, neste último sábado, signifique uma mudança de rumos.
Acesses nossas redes sociais:

http://facebook.com/ManchesterCityBrasil
http://twitter.com/ManCityBrazil
Contato: joaohugo@manchestercity.com.br

Sobre João Hugo

Em 29 de dezembro de 2007, fundei o Man City Brazil com o Leonardo e o Fernando. Em 23 de fevereiro de 2017, 10 anos depois, nos tornamos a 1º torcida oficial do Manchester City na América Latina: The Citizens Brasil. O resto é estória pra boi dormir...

Veja mais

Denayer, Iheanacho, Lopes e Roberts agora do são do elenco principal, mas isso não quer dizer muita coisa – ainda  

Ontem ocorreu o City Live, evento que simboliza o início da temporada para o clube. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *